[ editar artigo]

Liderança e Poder: Como os valores femininos vão governar o futuro?

Liderança e Poder: Como os valores femininos vão governar o futuro?

 

Muitas pessoas relacionam Liderança com Poder e Influência, num patamar de hierarquia. Contudo, liderança é mais que posição ou status, ela é "um exercício voluntário intencional de atingir o resultado desejado e isso envolve usar a vontade e a força vital para gerar resultados" (Nilma Bhat e Raj Sisidia)

Por este motivo, muitos profissionais que estão focados apenas no resultado final, não exploram seu potencial criativo, para colocar em prática o verdadeiro poder que existe dentro de cada um de nós.

No contexto da Liderança Shakti (Bhat e Raj, 2019), o poder não implica em ter “mais controle” sobre algo ou alguém, mas, sim, usar todo o potencial humano para uma mudança real, seja nas pessoas, seja nas empresas ou na sociedade.

Com isso, usar relacionamento interpessoal para obter influência, usar as competências que possuem para tornarem-se líderes melhores e mais influentes é trabalhar na perspectiva de poder “com” que pode impactar a vida dos outros, e não o poder “sobre”, que alimenta o ego de quem lidera.

Desta forma, o modelo da liderança voltado ao comando e controle, onde apenas uma pessoa sente-se vitoriosa, vem perdendo espaço no mundo corporativo para uma gestão que busca a colaboração, a empatia e o senso de propósito comum. Esta nova Liderança baseia sua gestão nas habilidades de negócios que são comumente associadas aos traços e valores femininos.

Sobre isso, destaca-se um estudo realizado por John Gerzema e Michael D’Antonio, quando realizaram entrevistas com 64.000 pessoas, em 13 países, buscando questionar quais as características que uma liderança deveria ter para que as pessoas se sentissem mais seguras. Os resultados desta pesquisa, publicado no Livro “Doutrina de Atenas”, mostraram que os entrevistados consideram que o mundo poderia ser melhor se os valores femininos fossem adotados em todas as escalas de relacionamentos, tanto nas pessoais como nas corporativas.

As habilidades e competências, que são associadas aos valores femininos, estão ascendendo e trazendo sucesso às organizações e felicidade e plenitude às pessoas.

Neste contexto, a Liderança Shakti funciona a partir da consciência do cuidado essencial para a vida, da criatividade e da sustentação para alcançar autocontrole interno e servir ao mundo altruisticamente.

Shakti é o poder de criação, de amor contundente, que alimenta todas as criações e dá vida e consciência. Ela evoluí do seu próprio poder inato, a energia vital, que é poder que alimenta tudo.

Na Liderança Shakti, o líder é consciente e capaz de usar tanto qualidades femininas quanto masculinas, independentemente de seu gênero. Para isso, a Liderança Shakti precisa “estar presente” – consciência plena no aqui e agora – e acessar e desenvolver três habilidades essenciais de direção:

  • Plenitude: capacidade de equilibrar, integrar e unir todas as partes divididas, desenvolvendo o propósito de vida. Quando se está pleno, cria-se uma sensação enorme de felicidade e libera-se a energia positiva do Shakti;
  • Flexibilidade: os líderes usam energia feminina e masculina, conforme o contexto e/ou a situação exige, focando no bem estar do colaborador e na resolução do problema;
  • Congruência: alinhamento entre o propósito e a ação para materializá-lo. É o alinhamento entre o discurso e a prática, de forma transparente e equilibrada.

Por este motivo, é importante democratizar e desmistificar o verdadeiro significado do que seja Poder. Poder não é algo que alguém possua externamente, mas um certo controle exercido sobre si mesmo. Não é um estado de permanência em alguma posição ou cargo, mas condição de autoconsciência e senso de realização de propósito de algo maior.

Mas afinal de contas, o que é poder?

O verdadeiro poder é abundante e ilimitado, pois é a energia criativa e de inteligência amorosa que existe em cada um de nós. Shakti é o verdadeiro poder que ninguém pode tirar de nós.

Por este motivo, Poder não deve ser confundido com Influência, pois muitas vezes temos o controle em determinadas situações, mas poderemos ser totalmente dependente em outras. Ainda, Poder não é sinônimo de autoridade ou ocupação de algum cargo, pois podemos ter autoridade ou exercer alguma chefia e mesmo assim não termos influência e nem desenvolvido o Poder.

Temos que usar nosso verdadeiro Poder para influenciar, positivamente, o comportamento de outras pessoas, gerando valor e significado ao mundo ao nosso redor.

Aquilo que as pessoas estimam, que criam emoções e expectativas, é o ponto fundamental para se criar, de forma genuína, uma conexão com um outro ser humano, fomentando uma afinidade de troca mútua, uma relação de ganha-ganha.

Então, Poder é a habilidade (energia criativa e criadora) de controle sobre o acesso a recursos valiosos de outras pessoas, exercendo influência sobre esta, ao mesmo tempo que, se outra pessoa tiver acesso aos recursos que valorizo, ela também poderá me controlar. É uma relação horizontal, de empatia e de conhecimento, do outro e de si mesmo.

No mundo dos negócios, sociedades em todo o mundo têm, consistente e claramente, desvalorizado as qualidades e perspectivas tradicionalmente consideradas femininas. Contudo, no mundo pós-pandemia, cresce a necessidade de um modelo de gestão que priorize os valores femininos de cuidado, humanização, harmonia e preservação da vida.

As lideranças que utilizam os valores femininos em seu modelo de gestão obtém resultados positivos e duradouros, pois é uma maneira poderosa que compensa as energias masculinas e femininas para curar, restaurar o equilíbrio das relações sociais e evoluir o planeta.

Quando as lideranças agem a partir do Shakti, conseguem compartilhar energia com outros e encorajá-los a entrarem em contato com seus próprio poderes.

Assista a palestra sobre o tema:

https://www.linkedin.com/video/event/urn:li:ugcPost:6856740850689560576/

 

Fonte:

Bhat, Nilima e Sisodia, Raj. (2019). Liderança Shakti: o equilíbrio do poder feminino e masculino nos negócios. Alta Books Editora: Rio de Janeiro-RJ

https://hbswk.hbs.edu/item/readers-ask-how-can-i-gain-power-and-influence

https://www.getabstract.com/pt/resumo/a-doutrina-de-atena/21801

Polo de Liderança Sebrae
Gisele Victor Batista
Gisele Victor Batista Seguir

Consultora em ESG e Responsabilidade Social | Mentora Empresarial e de Desenvolvimento Pessoal | Colunista de Sustentabilidade | Palestrante em Capitalismo Consciente, Economia Circular, ODS e Mercado de Carbono.

Ler conteúdo completo
Indicados para você