[ editar artigo]

Liderança pela criatividade: como transformar situações estressantes em experiências positivas?

Liderança pela criatividade: como transformar situações estressantes em experiências positivas?

Neste mundo turbo e acelerado, com agendas apertadas e multimídias para administrar, a ansiedade pode prejudicar até mesmo os líderes mais confiantes. Associado a isso, a Pandemia da COVID-49 trouxe a necessidade de Home Office, o que tem demandando em aumento de carga horária de trabalho, em acúmulos de funções (sobretudo para as mulheres), em divisão de espaços domésticos e a adaptação destes para ambientes multifuncionais, etc.

Um estudo realizado por Sadun e Polzer (2020) com mais de 3,1 milhões de pessoas em 16 cidades globais, revelou uma sobrecarga de trabalho no período de Home Office em 2020, durante a pandemia da COVID-19.

Registrou-se um aumentou o número de e-mails enviados fora do horário do expediente e, também o volume de reuniões, embora estas tenham reduzido o tempo de duração. Além disso, o dia de trabalho médio aumentou 8,2% - ou 48,5 minutos - durante as primeiras semanas da pandemia, dentre outros apontamentos, a saber:

  • Os funcionários enviaram 5,2% mais e-mails por dia;
  • Os e-mails tiveram 2,9 % mais destinatários;
  • Cerca de 8,3 % mais e-mails foram enviados após o horário comercial;
  • As pessoas participaram de 13% mais reuniões;
  • Cada reunião era 12 minutos - ou 20 % - mais curta, reduzindo o número de horas da reunião em 12 %, ou 19 minutos;
  • O número de pessoas convidadas para cada reunião aumentou em dois, ou 14 %.

Para administrar este novo ambiente de trabalho, sigo as dicas de um artigo que apresenta três estratégias que ajudam a transformar situações estressantes em experiências significativas, a saber:

  1. Planeje seu resultado, idealizando-o, mas mantenha o foco na melhor execução da tarefa, permeando seus detalhes;
  2. Idealize a tarefa como uma oportunidade de aprender e melhorar, como pessoa ou como profissional, independentemente do nosso sucesso ou fracasso do resultado;
  3. Concentre-se nos seus pontos fortes, ou seja, através de nossa motivação, somos capazes de melhoramos mais rapidamente e nos saímos melhor nas áreas em que somos fortes, que nas áreas em que não temos grandes habilidades ou vocação/paixão.

Na verdade, estamos apenas reprogramando nossas emoções para que sejam nossas aliadas em momentos extremos, voltando nossa atenção e nossa razão às áreas que temos maior controle e competência.

Com isso, ao invés de nos concentrarmos em nossas falhas ou limitações, canalizamos energia de forma criativa, reduzindo a ansiedade, e aumentando nossa produtividade e satisfação com o trabalho.

 


Fonte:

https://hbswk.hbs.edu/item/when-your-nerves-get-the-best-of-you-change-the-narrative

 

Teremos muito orgulho em auxiliar sua empresa neste processo!

Atenciosamente,

Dra. Gisele Victor Batista

www.harpiameioambiente.com.br | giselevictorbatista@gmail.com

Consultora em ESG e Responsabilidade Social | Mentora Empresarial e de Desenvolvimento Pessoal | Colunista de Sustentabilidade | Palestrante em Capitalismo Consciente, Economia Circular, ODS e Mercado de Carbono.

Polo de Liderança Sebrae
Gisele Victor Batista
Gisele Victor Batista Seguir

Consultora em ESG e Responsabilidade Social | Mentora Empresarial e de Desenvolvimento Pessoal | Colunista de Sustentabilidade | Palestrante em Capitalismo Consciente, Economia Circular, ODS e Mercado de Carbono.

Ler conteúdo completo
Indicados para você