[ editar artigo]

João Carlos Leite - Se tem gente, dá pra fazer

João Carlos Leite - Se tem gente, dá pra fazer

João Carlos Leite, conhecido como Joãozinho. Uma liderança que ajudou na transformação econômica da pequena São Roque de Minas, município localizado na Serra da Canastra.

Homem visionário, determinado e que a história o desafiou a pensar diferente em um momento crucial para a sua cidade: o fechamento da única agencia bancária.

Sem perspectivas de atração de um novo banco, aventurou-se, com outros líderes, a criar uma cooperativa de crédito. Não foi fácil, como relata o próprio Joãozinho: 

“Como normalmente acontece quando se propõe algo novo. Uma parcela comprou a ideia, outra foi contra de imediato e o restante, 50%, ficou em cima do muro, esperando ver o que aconteceria. Mas, de uma forma geral, com certo espanto, porque, de fato, era difícil pensar que uma cidade de onde os bancos foram embora, alegando não ser ali uma praça bancária, como um grupo de moradores poderiam criar um banco, ou seja, uma cooperativa de crédito?”

Logo, aquela experiência de criar uma instituição que garantisse o depósito dos aposentados e a movimentação discreta dos recursos advindo da atividade agropecuária, transformou-se numa agência de desenvolvimento de São Roque de Minas, como relata:   

“No começo, apesar de algumas críticas, as pessoas procuravam a cooperativa para se associarem, abrir suas contas, começar a movimentar, inclusive alguns depósitos. Mas tivemos, já no começo, que pagar aqueles que emprestaram dinheiro para os investimentos com imobiliários e compra do computador, que na época era algo muito caro. E, também, passamos a pagar os aposentados, através de um convênio que fizemos com o Banco do Brasil, evitando, com isso, que os aposentados tivessem de se deslocar para a cidade vizinha, para receber suas aposentadorias, deixando de gastar com táxi e até mesmo fazer suas compras fora. Com isso, a cooperativa estava favorecendo a retenção de ativos dentro da própria localidade, além de estimular as pessoas a confiarem mais na instituição, que logo, logo começou a receber depósitos com valores consideráveis. Ou seja, existia dinheiro na cidade, porém, essas poupanças estavam sendo movimentadas fora. Passados mais alguns anos, tivemos outros grandes impactos que a cooperativa promoveu: a criação de um viveiro de mudas de café, através de recursos do Fates (Fundo de Assistência Técnica Educacional e Social), favorecendo o plantio no município, que logo percebeu que tinha vocação para tal. Só para se ter uma ideia, em 1995, quando o viveiro foi criado, São Roque de Minas tinha 350 mil pés de café. Com nosso trabalho e outros incentivos, hoje, são cerca de 35 milhões de pés de café, que correspondem a mais de 200 mil sacas, o que impacta – e muito – nossa economia. Investimos na melhoria genética do gado, favorecendo a qualidade do produto e renda paro o produtor. Ajudamos a criar a Cooperativa Educacional, que é mantenedora do Instituto Ellos de Educação, que tem no seu nome as inicias dos valores cooperativistas: ética, liderança, liberdade, organização e solidariedade. Trata-se de uma escola de ensino regular, cuja finalidade é oferecer educação de qualidade, norteada pelos princípios do cooperativismo, empreendedorismo e educação financeira. Hoje, é referência para mais de 60 escolas públicas da área de atuação da cooperativa e tem a missão, também, de preparar os filhos dos cooperados, que irão suceder na cooperativa e em toda sociedade. Teve também a criação do provedor de internet, o qual serviu a mais de mil pessoas, numa época em que não tinha esta tecnologia à nossa disposição no interior e que muito serviu para as escolas, professores, para fazer um novo curso, comércio, pousadas, dentre outros.”

Percebe-se que quando existe um propósito, a liderança revoluciona. Sua resiliência, visão de futuro, sua cultura da cooperação, seu papel agregador e seu inconformismo foram fundamentais para o seu protagonismo de transformador daquela comunidade.

Hoje, o Joãozinho também é produtor de queijo -  e não se está falando de qualquer queijo -  de queijos reconhecidos e premiados por sua qualidade em um dos países referência na temática: a França.

Polo de Liderança Sebrae
nilo raposo
nilo raposo Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você